sábado, 17 de julho de 2010

17

É o número atómico do cloro, o número de sílabas num haiku, e a idade com que passei a entrar no cinema e poder ver qualquer filme. Já foi há muito tempo, mas ainda recordo uma vaga sensação de orgulho, face aos amigos que ainda só tinham desasseis anos...

3 comentários:

Maria, Simplesmente disse...

Nessas idades um ano mais é tão importante!...
Quanto ao número em si é a única importância que para mim tem, pois quanto ao resto não me diz nada.
Bom domingo.
Maria

João Ventura disse...

Olá Maria, volte sempre...

Pé na estrada disse...

Pois é o número de bibliografia variada que tenho em cima da secretária para me ajudar a escrever um dos capítulos da tese...
não está mal, podia ser bem mais numeroso... o número de documentos claro está!