sábado, 25 de setembro de 2010

Coisas do baú (2)

Desta vez a culpa é do Luís Filipe Silva, que no seu site/blogue "ressuscitou" um poema com temática FC que escreveu há anos para a antologia Linhas Cruzadas, editada pela PT Telecom.
Ao ler o poema, lembrei-me de um outro com ambiente semelhante, escrito há algumas décadas e publicado então no Diário de Lisboa Juvenil.
Estávamos (e estaríamos!) ainda em plena guerra fria. Com o entusiasmo da adolescência, dei ao poema o duplo título "Pesadelo" ou "Poema para o desarmamento". Para minha surpresa, ou por opção do coordenador da página, ou por auto-censura ou por censura "da outra", foi dado à luz com o título que aqui se mostra... o que me deixou na mesma satisfeito!

3 comentários:

Rogério disse...

Ó João Miguel,

Que poema tão datado! Toda a gente sabe que vamos morrer com uma praga de gafanhotos... engripados ;)

Um grande abraço,
Rogério

João Ventura disse...

Olá Rogério
Alguns dos versos cheiram um pouco a mofo... :)
Mas a última quadra, ainda hoje gosto dela... :P
Nunca se renegam completamente os filhos, né? ;)

Pé na estrada disse...

Ena, somos artistas antigos!!! ih ih ih ;-) Para a próxima chamo-te João Miguel, eheheh