terça-feira, 26 de agosto de 2008

O consumidor está muito desprotegido...

Quando despertou, estava sem orelhas. Ficou furioso! Acordou a mulher, que dormia a seu lado, e queixou-se:
"Tu já viste isto? Estes tipos da Limpeza enquanto dorme, SARL são uns aldrabões! O que é que dizia o prospecto? Levamos as peças depois de adormecer e trazemo-las de volta antes de acordar! Tretas! E agora sem orelhas, como é que eu vou trabalhar?"
A mulher tentou deitar água na fervura. "Olha, era pior se fosse o nariz. As orelhas ainda se disfarçam, está frio, pões o gorro de lã e um cachecol."
Mas ele continuava furioso. "E já é a segunda que fazem! Lembras-te quando faltou um dedo? E logo o do anel... E só o trouxeram dois dias depois, e com a unha por limpar... Na volta do trabalho passo pela agência e peço o Livro de Reclamações. Vão ter a Defesa do Consumidor à perna..."
A mulher encolheu os ombros. Até achava que ele ficava mais bonito sem orelhas, mas com ele tão zangado, não se atreveu a dizer nada...

6 comentários:

Miguel Garcia disse...

Bom dia Professor Ventura!
Uma ideia com muita piada, ainda que um bocado mórbida.
Abraço!

João Ventura disse...

Olá Miguel
O "Professor" é num universo paralelo :-)
Aqui é só João Ventura.

Obrigado pela visita

n.fonseca disse...

Alguém me terá contado que um certo indivíduo foi apanhado pela polícia mercantil junto de uma cascata sonora no Passeio da Expo. Parece que estava com duas orelhas nas mãos, em posição de Cristo, e que vários fios saiam dos apêndices em direcção à base do crânio. A expressão de êxtase no se rosto era tão intensa e terrivel que os próprios agentes tiveram receio em abordá-lo. Quando finalmente o fizeram apanharam um tremendo choque eléctrico, ambos perdendo a consciência. Quando acordaram, o indivíduo fugira, mas deixara as orelhas, os fios e uma caixa negra de carbonite que quando aberta pouca coisa tinha lá dentro. Presume-se que alguma forma de suporte físico de registo tenha sido apressadamente retirado de dentro.
Com sorte as orelhas do professor ainda poderão ser recuperadas nos Perdidos e Achados da PSP. A não ser que já tenham sido leiloados.

;)

João Ventura disse...

Olá Nuno
O som estereofónico pode ser uma verdadeira Epifania!
Por outro lado, quem perdeu as orelhas não era professor... era um simples terceiro oficial numa secção de uma repartição de uma direcção-geral de um ministério... bom, é quase a mesma coisa, mas a Verdade tinha que ser reposta.
Saudações!

Maria, Simplesmente disse...

Já criei o hábito mais que salutar de lhe fazer uma visita antes de dormir.
Ao fim dum dia de notícias desagradáveis é um balsamo, para quem gosta de dar uma gargalhada. Esta das orelhas está óptima.
Grande humor!
Bom domingo.
Maria

João Ventura disse...

Grato pela visita, Maria. A gente tem que ir rindo para não chorar, não é?

Volta sempre!